4 dicas para garantir a sobrevivência de sua startup em épocas de crise.

Dados divulgados recentemente pela Serasa Experian apontaram que, no mês de março, os pedidos de falência no Brasil cresceram 57,3%, somando 140. Deste total, 69 são de micro e pequenas empresas, e, em grande parte, foram à falência devido ao contexto financeiro pelo qual passa o Brasil.

Para Jhonata Emerick, CEO da 99Motos, plataforma de contratação de motoboys para entregas expressas, nunca foi tão urgente fidelizar clientes e garantir uma base que sustente um fluxo de caixa saudável para a empresa. “Começar e manter um negócio no Brasil não é tarefa fácil. Como empreendedor, acredito que estar bem próximo aos clientes pode ser decisivo para a sobrevivência da empresa”, explica. “Hoje, meu desafio é mostrar a eles que são serviços como os da 99Motos que garantem maior economia nos gastos com infraestrutura da empresa”, acrescenta Emerick.

 

Frustrated man not having money to pay bills
Frustrated man not having money to pay bills

(Imagem de internet – Tempos de crise econômica)

Por isso, o executivo selecionou quatro dicas para líderes em cenário de crise:

1. Seja o primeiro a chegar e o último a ir embora da empresa – O negócio, principalmente quando está começando, precisa ser acompanhado bem de perto. Ninguém melhor do que o dono para pontuar os processos que estão dando certo e aqueles que precisam melhorar;

2. Participe da seleção da equipe – Mesmo que o empreendedor disponha de um Departamento de RH, fale com os futuros funcionários antes de efetivar a contratação. Mais uma vez vale a dica de que o líder é a pessoa que consegue ter a percepção do perfil que melhor se adaptará à rotina da empresa;

3. Dedique-se full time – Se você é uma empresa que presta serviço e algo deu errado no meio do processo, esqueça tudo o que está fazendo e resolva o problema pessoalmente. Cada cliente é imensamente importante para o seu negócio e garantir a satisfação dele, além de fidelizá-lo, pode lhe trazer outros;

4. Observe sua equipe de atendimento – As premissas são: “trate como gostaria de ser tratado” e “o cliente tem sempre razão”. Treine bem quem falará pela empresa. Quando possível, escolha alguns clientes e fale você mesmo com eles para saber o que estão achando dos seus serviços. Certamente eles se sentirão prestigiados em serem ouvidos pelo dono da empresa.

“Uma vez um cliente solicitou um motoboy pela 99Motos, mas, naquela região, não tínhamos nenhum disponível para atendê-lo naquele momento. Não pensei duas vezes: peguei um táxi e fui fazer a entrega para ele. O resultado foi muito positivo. Ele está com a 99Motos desde quando fundamos a empresa e já nos indicou vários outros clientes”, diz Emerick.

Fonte: Administradores, acesso em 26/05/2015.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s